Gatos não reconhecem o sabor doce



Por não terem parte de um gene que forma os receptores do sabor doce, os felinos têm preferência pelo gosto da proteína animal

A Páscoa está aí e com ela aquela infinidade de ovos de chocolate… A gente já contou por aqui por que não é boa ideia oferecer esta delícia para os cães e gatos. A cafeína e teobromina presentes no chocolate são tóxicas para cães e gatos e podem levar à morte em alguns casos. Que este alimento é perigoso para a saúde dos animais você já sabe, mas você sabia também que os felinos não são capazes de distinguir o sabor doce?

A maioria dos cientistas concorda com o fato dos gatos não se interessarem por doces. A preferência dos felinos seria pelo sabor da proteína animal. “Os gatos, apesar de terem sido domesticados, continuam sendo carnívoros restritos e não consomem doces porque, na verdade, não têm capacidade de sentir esse sabor”, diz a médica veterinária da Total Alimentos, Bárbara Benitez.

Segundo a revista Scientific American o motivo deste comportamento é um gene específico, o Tas1r2. Os felinos, inclusive leões e tigres, não têm uma parte do DNA que existe neste gene, que gera as proteínas responsáveis pela formação dos receptores de doces (localizados na língua dos gatos). Com isso, os felinos seriam capazes de perceber o sabor doce como os humanos e outros mamíferos.

“Os tutores sabem que o olfato e tato de seus gatos são mais apurados, mas talvez não saibam que o paladar dos bichanos seja mais restrito. Saber disso, ajuda até no manejo alimentar: o tutor deve oferecer alimentos elaborados com fontes de proteínas de origem animal, e sempre prefira oferecer alimentos sempre à base de proteína animal e sempre evite doces, que podem causar obesidade e diabetes”, finaliza Benitez.

Portanto, nesta Páscoa, não ofereça chocolates e outros alimentos para seu gatinho. Ele não apreciará o sabor e passará longe de problemas de saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário