AGRADECIMENTO – FEIJUCA AMIGA VEGANA



Quintal de São Francisco e seus velhuskos, juntamente com o Santuário Terra dos Bichos e as Porcas Marias, AGRADECEM o comparecimento dos Amigos, Colaboradores, Voluntários, Bazaristas e parceiros na Feijuca Amiga realizada no último domingo (28/05). 

Foi um dia agradável e emocionante. A feijoada estava deliciosa, a música, o ambiente e muito especialmente a presença de pessoas queridas que jamais deixam de prestigiar os eventos do Quintal de São Francisco. 

Quintal de São Francisco - abrigo de cães e gatos idosos e indesejados pela sociedade e que possuem necessidades especiais, inerentes a idade. Hoje as despesas mensais giram em torno de R$10.000,00 e R$12.000,00.

Santuário Terra dos Bichos - mantém acolhidos vários animais retirados de sofrimento e de corredor da morte como as mais de 100 porcas "MARIAS", vítimas do caminhão que tombou no Rodoanel, no ano de 2015. Hoje as despesas mensais giram em torno de R$20.0000,00 e R$25.000,00, sendo que a ONG está na eminência de ter os animais recolhidos pela Vigilância Sanitária por não ter local adequado para despejar os dejetos da porcas. Quem puder continuar ajudando pode contribuir na Vaquinha Online para arrecadar o dinheiro necessário. 

Na FEIJUCA AMIGA VEGAN foram vendidos 110 convites que, somados a venda de refrigerantes, resultaram numa valor líquido de R$1788,40 para cada entidade.


SEM A COLABORAÇÃO DE TODOS NÃO TERÍAMOS REALIZADO ESTE EVENTO. 


Obrigada Cintia Frattini, presidente do Santuário Terra dos Bichos, pela parceria !!!


28/05 - 1º VEIJUCA AMIGA VEGAN

A melhor FEIJOADA VEGANA quem faz é a Cintia Frattini, fundadora do Santuário Terra dos Bichos. Você não pode perder a oportunidade de experimentar esta delícia e ainda ajudar duas ONGs de proteção aos animais.
O Santuário Terra dos Bichos se uniu ao Quintal de São Francisco para fazer a 1º FEIJUCA AMIGA VEGAN, com a finalidade de angariar fundos e manter suas atividades.
No evento também haverá um Bazar com produtos de vestuário, decoração, presentes, bijuterias, doces e bolos, música dos anos 60,70,80 e os produtos da Dog’s Sleep para seus peludos neste inverno rigoroso.

Santuário Terra dos Bichos - mantém acolhidos vários animais retirados de sofrimento e de corredor da morte como as mais de 100 porcas "MARIAS", vítimas do caminhão que tombou no Rodoanel, no ano de 2015.
Quintal de São Francisco - abrigo de cães e gatos idosos e indesejados pela sociedade e que possuem necessidades especiais, inerentes a idade.
28/05 das 12h às 17h – à Rua Teodureto Souto, 592 – Cambuci – Paralela da Avenida Lins de Vasconcelos – CONVITE – R$ 50,00 (venda limitada) 11-2062-8263 ou e-mail quintalfrancisco@terra.com.br

video





Gatos ignoram seu chamado propositalmente



Seu peludo não é o único, gatos tendem a ser esnobes, mas sabe por quê?

Estudantes da universidade de Tóquio testaram a relação entre chamados e gatos. Para isso, pediram a 20 donos de gatos para gravarem a própria voz enquanto chamavam pelo bichinho.

Então visitaram as 20 casas testadas. Quando os donos não estavam perto dos pets, colocaram as gravações para tocar, primeiramente dos donos e depois de outros três estranhos, ambos chamando por eles.

Foi analisada a forma que os bichanos moviam as orelhas, rabo e cabeça, dilatação dos olhos e se mexiam as patas. A resposta era maior quando era a voz dos donos frente às demais gravações. Mas o fato é que os gatos preferiam não sair do lugar.

Em resumo, a pesquisa mostra que os gatos não atendem aos donos quando estão fora do alcance de sua visão, mesmo reconhecendo a voz.

Diferentemente dos cães, gatos não foram domesticados para obedecerem a ordens vindas de humanos. Eles são independentes, o que às vezes é confundido com arrogância.

De qualquer forma, não deixam de ser fofos e apaixonantes.

Fonte: Superinteressante

Gatos: o que está por trás de tanto sono?



Um gato passa quase dois terços da sua vida inteira dormindo, mas tudo isso tem uma explicação!

Os gatos sempre levam a fama de dorminhocos e até de preguiçosos, mas a realidade é bem diferente.

Eles são felinos com um instinto caçador, especialmente durante o período noturno e apesar de domesticados, não perderam essa característica mais selvagem. Isso fica bem claro quando brincam de esconder e atacar ou ao tratar seus brinquedos como se fossem presas.

Quando vemos um gato dormindo, nem sempre é do modo mais profundo. É muito comum vê-los com as patas junto ao corpo e a cabeça erguida, ou até mesmo sentados, sempre em uma posição em que os músculos deem suporte para seu corpo. Nesses momentos eles não estão dormindo profundamente.

Cerca de 70% do sono dos gatos, não é profundo e eles continuam a captar informações do ambiente que os rodeia, como cheiros e sons. Caso percebam algo que lhes despertem a atenção, como o pequeno barulho de um rato ou cheiro de comida, são capazes de acordar instantaneamente.
Já quando estão em profundo sono, relaxam completamente a ponto de que até o funcionamento do seu cérebro chega a mudar. Nessa situação eles já não acordam com tanta facilidade, pois estão mais lentos. Eles bocejam e até espreguiçam para despertar por completo.

PETMAG

Por que animais de grande porte vivem menos do que os pequenos?



Cães grandes têm processo de envelhecimento mais acelerado e tendem a crescer e envelhecer muito mais rápido


Na escala evolutiva, animais de grande porte, de diferentes espécies, tendem a viver mais dos que os de pequeno porte. Agora, entre os de mesma espécie, acontece o contrário.

Cachorros pequenos possuem predisposição a viver de 10 a 14 anos e os grandes de 5 a 8 anos. Eles vivem menos. É triste, mas é verdade.

Os motivos não são totalmente compreendidos, porém, um estudo realizado na Universidade de Chicago revelou as possíveis razões.

A pesquisa avaliou índices de mortalidade do banco de dados médico veterinário de cães que frequentaram os hospitais por toda a América do Norte.

Informações de 56.637 cachorros de 74 raças diferentes foram coletadas. Tipo de raça, sexo, tamanho de porte e data de morte dos períodos de 1984 até 2014.

Conclusão do estudo

Os cães de porte grande possuem processo de envelhecimento mais acelerado, ou seja, crescem e envelhecem muito mais rápido.

São mais propensos a problemas de saúde, tumores, desordens comportamentais e problemas gastrintestinais, todos ligados ao crescimento acelerado.

Independentemente do tempo vivido pelo pet, devemos oferecer condições dignas para ele crescer e viver bem ao nosso lado.

Em troca, você receberá um amigo companheiro, afetuoso e com amor incondicional para oferecer. Vale a pena, não é mesmo?